Interlocutores do presidente Lula relataram à coluna que, nos bastidores, o nome do ministro da Justiça, Flávio Dino, voltou a ganhar força para a vaga do STF (Supremo Tribunal) que irá abrir a partir da aposentadoria da ministra Rosa Weber, em outubro.

O nome dele é bem avaliado pelos ministros Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes e é justamente essa aprovação que deu novo fôlego à nomeação de Dino. Ela ganha espaço rivalizando com o advogado-geral da União, Jorge Messias.

Reuniões nos últimos dias mudaram o cenário que era extremamente favorável para Messias, alguém considerado da confiança do presidente Lula e com apoio de setores do campo progressista. Além disso, evangélico, Messias vinha conversando com a ala religiosa da Câmara dos Deputados há alguns meses.

Dino também é dá confiança de Lula, mas possui o apoio desses dois ministros do STF. Mendes e Moraes tinham preferência por Bruno Dantas, do TCU. No entanto, no cenário de escolha do advogado-geral da União para a vaga, interlocutores dos ministros contaram à coluna que a preferência deles seria por Dino.

Na avaliação de alguns petistas ouvidos pela coluna, Dino, porém, poderá enfrentar resistência na classe política justamente porque o nome dele era cotado para à Presidência da República no futuro.

Se Lula escolher Messias ou Dino, a ministra Cármen Lúcia se tornará a única mulher entre os ministros da Corte. O presidente Lula enfrenta pressão de diferentes setores da esquerda pela nomeação de uma mulher preta para a vaga. (UOL)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here