O PSB deu mais um passo importante para a federação da legenda com PDT e Solidariedade.

Na quinta-feira (09), durante reunião da Executiva Nacional, o PSB aprovou a proposta de formação de uma federação com o PDT e o Solidariedade. A decisão autoriza oficialmente o presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, a conduzir as negociações para as disputas de 2024 e 2026. A expectativa é de que os detalhes de um eventual acordo sejam discutidos nos próximos meses.

“Por ampla maioria da Executiva Nacional do PSB, foi aprovada a formação da federação partidária com o PDT e o Solidariedade. A decisão dá uma outra dimensão aos partidos federados e cria uma nova força de centro-esquerda, com 34 deputados na Câmara Federal e sete senadores. Várias lideranças socialistas participaram da reunião”, afirmou Carlos Siqueira.

O presidente do PSB no Maranhão, o secretário de Agricultura Familiar, Bira do Pindaré, também esteve no encontro e comentou o avanço para a federação.

“Fizemos o balanço político e discutimos perspectivas do PSB para as próximas eleições, aprovando a federação do PSB com o PDT”, ressaltou Bira.

A ideia é que, neste momento, as três siglas apresentem as suas prioridades para as eleições municipais do ano que vem. Além disso, os partidos precisam se reunir e aparar algumas arestas existentes e importantes.

Em São Paulo, por exemplo, o PSB quer lançar a deputada federal Tabata Amaral a prefeitura da capital paulista, mas ela deixou o PDT após um duro desentendimento com a cúpula do PDT.

No Maranhão, a federação ocasionaria novamente uma união entre o atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, o governador Carlos Brandão, e o senador Weverton Rocha. Os dois primeiros estão no PSB, enquanto que Rocha comanda o PDT no estado. Os três eram aliados, mas as eleições de 2022 criou uma ruptura, deixando PSB e PDT em lados opostos no Maranhão.

Nenhum dos três, pelo menos oficialmente e publicamente, comentaram o assunto.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here