O nome do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino (PSB), segue ganhando força para ser o indicado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para o Supremo Tribunal Federal (STF), em substituição a ministra Rosa Weber, que deixa a corte em outubro deste ano.

Nesta segunda-feira (25), uma declaração de Lula reforçou a possibilidade de que o indicado seja Flávio Dino ao STF.

Existem correntes que têm defendido que a escolhida seja uma mulher, pois com a saída de Rosa Weber, ficaria apenas uma mulher no STF, Cármem Lúcia. Outros têm defendido a presença de uma pessoa negra.

Só que ao comentar o assunto, Lula deixou claro que gênero e cor de pele não serão critérios para a escolha.

“O critério não será mais esse [gênero]. Não precisa perguntar essa questão de gênero ou de cor. No momento certo, vocês vão saber quem que eu vou indicar. E eu preciso indicar a pessoa mais correta que eu conhecer e a pessoa que eu tenha mais fé de que vai ser uma grande pessoa na Suprema Corte, que é isso que o Brasil tá precisando”, disse o petista.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here