O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preferiu não ir para o embate com o Congresso Nacional e optou por sancionar o super Fundão Eleitoral de R$ 4,96 bilhões, nesta segunda-feira (22).

O Governo Federal encaminhou proposta ao Congresso Nacional estipulando de R$ 939,3 milhões para bancar as despesas das campanhas eleitorais deste ano, mas os congressistas decidiram aumentar bastante o valor proposto.

O valor é equivalente ao da eleição presidencial do ano passado e 145% maior que o gasto nas eleições municipais de 2020, quando foram utilizados R$ 2 bilhões dos cofres públicos.

No mesmo texto, Lula sancionou o aumento do salário mínimo para R$ 1.412.

Partidos – O PL, do ex-presidente Jair Bolsonaro, deverá ficar com R$ 863 milhões e o PT, do atual presidente Lula, ficará com R$ 604,2 milhões.

O cálculo da distribuição é feito com base na representatividade no Congresso Nacional.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here