O governador Carlos Brandão cumpriu agenda na sua cidade natal, participando da 31ª Vaquejada de Colinas, neste sábado (5). A festividade, realizada no Parque Onildo Maior, contou com a Missa do Vaqueiro e uma grande cavalgada que reuniu colinenses e atraiu vaqueiros e simpatizantes da cultura sertaneja de toda a região e de outros estados.

Na ocasião, Brandão destacou a importância da mão amiga do Governo do Maranhão no fortalecimento de eventos culturais como a 31ª Vaquejada de Colinas, que tem a capacidade de atingir várias camadas da população e motivar a agricultura, a pecuária, além de gerar emprego e renda.

“Encaramos o desafio, há mais de três décadas, de realizar esta vaquejada que movimenta toda a região e que se tornou um grande atrativo turístico, um local para lazer, entretenimento para todas as pessoas e que atrai vaqueiros de muitas partes do país. Além de tudo isso, este evento é um grande programa de geração de emprego e renda, aquecendo a economia”, pontuou o governador.

O governador, que é um defensor do reconhecimento do vaqueiro como símbolo do espírito aguerrido do povo nordestino, relembrou da sua época de deputado federal, quando criou o Projeto de Lei nº 1.967/2007 e conseguiu transformá-lo na Lei nº 11.928/2009, que criou o Dia do Vaqueiro Nordestino, que hoje é comemorado todos os anos no 3º domingo de julho.

“Quando fui deputado federal, pela afinidade com as tradições de sertanejo e por ser um conhecedor profundo da história do vaqueiro nordestino, apresentei um projeto que circulou na Câmara e no Senado e acabou virando lei, criando o Dia Nacional do Vaqueiro Nordestino; esse do gibão de couro, que coloca o leite e o queijo na nossa mesa de manhã cedo, e que desbravou os sertões na implantação da pecuária no nosso Nordeste. Havia uma certa barreira ao não ter uma homenagem ao vaqueiro. Existe o Dia do Agricultor, por exemplo, mas até então o vaqueiro não tinha sido agraciado com o devido reconhecimento profissional”, contextualizou Carlos Brandão.

O secretário de Estado de Articulação Política (Secap), Rubens Pereira, comemorou o potencial turístico, gerador de emprego e renda que a 31ª Vaquejada de Colinas propicia ao festejo e a cultura sertaneja.

“Estar aqui em Colinas, participando desta vaquejada, é um momento histórico para qualquer pessoa que ama vaquejada. Eu amo vaquejada e estar aqui junto ao governador e todos os vaqueiros da região é um momento muito importante. Esta é uma das maiores festas que temos aqui no Maranhão, então, parabenizamos os organizadores, porque é uma linda celebração que não é mais só da cidade ou do estado, agora é de todo o Brasil”, comemorou o titular da Secap.

A presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), deputada Iracema Vale, prestigiou a festividade acompanhada de deputados maranhenses e destacou a importância de apoiar e valorizar movimentos culturais tradicionais como a 31ª Vaquejada.

“A Assembleia está aqui para prestigiar esse momento que é tradicional e já tem 31 anos na cidade, é um evento importante culturalmente para essa região do Maranhão. Estamos aqui para prestigiar, participar junto à população, porque nós também apoiamos movimentos culturais como estes. Nós estamos onde o povo está”, afirmou a presidente da Alema.

A prefeita de Colinas, Valmira Miranda, ressalta que a vaquejada já é um evento que faz parte não só do calendário colinense, mas de todas as cidades da região. “Essa é uma grande festa que já virou uma grande comemoração cultural do nosso calendário, e não só para a cidade, mas para toda a região também.  É uma festa muito participativa. Hoje aconteceu a Missa do Vaqueiro com uma grande cavalgada, que contou com grandes autoridades do estado”, destacou a gestora municipal.

Durante a grande cavalgada, o vaqueiro Antônio Almeida descreveu com muito orgulho o quão feliz tem sido os seus 21 anos de profissão. “Eu, graças a Deus, nasci e me criei lutando com gado, minha profissão. Eu também trabalho de roça e só nessa profissão de vaqueiro eu tenho uns 21 anos. Eu sempre participo das vaquejadas e esse ano tá bom demais”, contou o boiadeiro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here