Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta segunda-feira (17) os valores que estarão disponíveis para cada partido para as eleições municipais de outubro através do bilionário Fundo Especial de Financiamento de Campanha (Fefc). Esse ano serão R$ 4,9 bilhões destinados para as campanhas.

O Partido Liberal, o Partido dos Trabalhadores e o União Brasil – principais representantes da extrema direita, esquerda e centrão, respectivamente – terão acesso a 41,17% da verba.

O PL do ex-presidente Jair Bolsonaro é quem leva o maior valor: R$ 886 milhões, ou 17,87% do fundo partidário. A seguir vem o PT, do presidente Lula, com R$ 619 milhões ou 12,49% do total. O União Brasil, por sua vez, fica com R$ 536 milhões, o que representa 10,81% do montante.

O valor total do fundo partidário é estabelecimento pelo Congresso Nacional no ato de aprovação do orçamento anual. Já os montantes destinados a cada partido obedecem critérios estabelecidos pela lei eleitoral que envolvem a representação na Câmara dos Deputados e no Senado. Por isso os maiores representantes das principais forças políticas do país obtiveram maiores valores. Para atender a todos os pré requisitos, os partidos precisam ainda garantir cotas de gênero e raça.

Do total, 48% são distribuídos de acordo com a proporção do número de representantes que os partidos possuem na Câmara. Outros 35% são destinados às siglas que tenham pelo menos um representante na Câmara a partir do percentual de votos obtidos.

Outros 15% são distribuídos por representação proporcional no Senado e 2% são divididos igualmente entre todas as siglas que possuem estatutos registrados no TSE.

Quanto levam os demais partidos

  • PSD – R$ 420 milhões (8,48%)
  • PP – R$ 417 milhões (8,41%)
  • MDB – R$ 404 milhões (8,15%)
  • Republicanos – R$ 344 milhões (6,93%)
  • Podemos – R$ 236 milhões (4,77%)
  • PDT – R$ 174 milhões (3,51%)
  • PSDB – R$ 147 milhões (2,98%)
  • PSB – R$ 147 milhões (2,98%)
  • PSOL – R$ 126 milhões (2,56%)
  • Solidariedade – R$ 88 milhões (1,79%)
  • Avante – R$ 72 milhões (1,46%)
  • PRD – R$ 71 milhões (1,45%)
  • Cidadania – R$ 60 milhões (1,21%)
  • PCdoB – R$ 55 milhões (1,13%)
  • PV – R$ 45 milhões (0,91%)
  • Novo – R$ 37 milhões (0,75%)
  • Rede – R$ 36 milhões (0,72%)
  • Agir/DC/Mobiliza/PCB/PCO/PMB/PRTB/PSTU/UP – R$ 3,4 milhões cada (0.07%)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here