São Luís foi palco da abertura oficial da 1ª Feira Mulher da Agricultura Familiar, na terça-feira (26). O evento busca promover o protagonismo feminino e fortalecer a comercialização de produtos oriundos da agricultura familiar. A iniciativa, sediada em parceria com o São Luís Shopping, foi aberta pelo secretário de Estado da Agricultura Familiar do Maranhão, Bira do Pindaré, ao lado da secretária de Estado da Mulher do Maranhão (Semu), Abigail Cunha, o deputado estadual Júlio Mendonça e o gerente geral do shopping, Washington Macário.

Com a participação de 14 empreendimentos da agricultura familiar, a Feira destaca produtos de mulheres empreendedoras de diversas regiões do Maranhão, incluindo indígenas, quebradeiras de coco babaçu, quilombolas, povos e comunidades tradicionais e artesãs.

Durante a abertura, o secretário Bira do Pindaré ressaltou a importância da Feira como uma política de valorização do trabalho das mulheres na agricultura familiar, oferecendo novas oportunidades de comercialização “A iniciativa visa não apenas aumentar a visibilidade dessas mulheres, mas, também, oferecer oportunidades para o desenvolvimento de estratégias de vendas coletivas, garantindo maior autonomia na comercialização dos produtos”, disse.

O deputado Júlio Mendonça elogiou a iniciativa da SAF e do São Luís Shopping, destacando a importância de trazer os agricultores familiares para espaços nobres de comercialização: “Este evento representa um passo significativo na valorização do empreendedorismo feminino no campo e na promoção da igualdade de gênero no setor agrícola”, destacou.

A secretária da Mulher, Abigail Cunha, enfatizou a relevância do evento como um reconhecimento do trabalho das mulheres na agricultura familiar, enquanto Rosângela Campelo, da Cooperativa Mista dos Agricultores do Vinagre, em Itapecuru-Mirim, expressou gratidão pelo apoio da SAF e pela oportunidade de aumentar a visibilidade de seus produtos.

A programação do primeiro dia incluiu recitais de poesia, feitos pela poetisa Raimunda Araújo, e roda de conversa sobre os direitos das mulheres e sua importância na sociedade rural. A mediação ficou por conta da superintendente de Biodiversidade, Povos e Comunidades Tradicionais da SAF, Silvane Magali Nascimento e pela técnica da SAF, Vanessa Costa com representantes da Fetaema, MST, do Geramus/Ufma, Uema e SAF.

A programação cultural iniciou com a Dj Elizabeth Lago, que também é produtora de eventos, e está na luta pela inclusão da mulher no cenário do reggae no Maranhão. Ela foi a realizadora do evento “Reggae das Mulheres”, uma homenagem ao dia internacional das mulheres, com discotecagens exclusivamente femininas, e trouxe o melhor do reggae raiz e da atualidade.

A apresentação da cantora Sol Maranhão, que faz parte da nova geração de artistas de São Luís, encantou o público no encerramento da programação cultural do primeiro dia. A artista transita por diversos ritmos, do samba à bossa nova, da MPB às músicas regionais.

Nos próximos dias, a Feira continuará oferecendo oportunidades para as agricultoras familiares exporem e comercializarem seus produtos, além de promover mais rodas de conversa e entretenimento cultural liderado por mulheres do Maranhão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here