O ainda ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, afirmou nesta quinta-feira, após visita ao presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luís Roberto Barroso, que deverá tomar posse no STF no dia 22 de fevereiro.

O ex-governador do Maranhão teve a sua indicação para Suprema Corte aprovada ontem, quando obteve 47 votos de senadores e senadoras (reveja e reveja). 31 foram contrários ao nome do maranhense e houveram duas abstenções.

Flávio Dino informou, ainda, que deverá renunciar ao mandato de senador, para o qual foi eleito em 2022, um dia antes da sua posse – 21 de fevereiro.

Ao destacar a acolhida fraterna de Barroso, Dino também tratou de detalhes práticos da sua posse.

Ele negou que esteja participando das articulações referentes à sua substituição no MJSP.

O senador licenciado não apontou a data que deixará a condição de auxiliar do presidente Lula.

Dino será substituído no Senado pela enfermeira Ana Paula Lobato, também do PSB, que está na titularidade do mandato desde fevereiro.

Casada com o deputado estadual Othelino Neto (PC do B), ela tem 39 anos e é a parlamentar mais jovem da atual legislatura.

Hoje, o nome mais fortalecido para assumir a pasta da Justiça e Segurança Pública é do ex-ministro Ricardo Lewandowski .

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here