Em mais uma ação de fortalecimento da agricultura familiar, o governador Carlos Brandão participou, neste domingo (7), das escutas do Projeto Amazônico de Gestão Sustentável (Pages), em Santa Luzia e Bela Vista. O projeto vai investir R$ 100 milhões do governo da Alemanha e mais R$ 100 milhões do Estado em pequenos agricultores, jovens rurais e comunidades tradicionais (quilombolas e indígenas) na região Amazônica do Maranhão.

Serão beneficiados diretamente 37 municípios e mais de 80 mil pessoas. As escutas territoriais são uma exigência do próprio governador, que fez questão de receber as demandas das 37 comunidades beneficiadas. “Muito do que estava presente no projeto original não tinha vínculo com a realidade que os próprios produtores me apresentavam em nossos diálogos pelo Maranhão. Por isso, afirmei que só assinaria o projeto depois que fizéssemos a escuta de todas as comunidades. Pra esse projeto ter sucesso, vamos ouvir os agricultores familiares”, afirmou o governador.

Os recursos do Pages serão destinados à ações com foco na redução da pobreza rural, no incentivo à produção e no combate ao desmatamento e à degradação ambiental.

Avanços – O projeto vem somar com outras iniciativas já realizadas pelo governo do Maranhão. Recentemente, o governador Carlos Brandão anunciou R$ 6 milhões em investimentos no Programa de Compras da Agricultura Familiar no Maranhão (Procaf), para aquisição de produtos da agricultura familiar.

Além disso, Brandão também tem mantido um diálogo constante e aberto com a Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras do Estado do Maranhão (Fetaema), e, recentemente, recebeu a presidente e comitiva da Fetaema para ouvir demandas do setor.

O governador também anunciou recentemente a instalação de uma unidade do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) em Alcântara, para atender às comunidades quilombolas do município. E firmou, ainda, parceria com o Instituto Tukán, para instalar a primeira universidade em um território indígena no Brasil, em Amarante do Maranhão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here