O governador Carlos Brandão esteve em Brasília onde participou da cerimônia de posse de Flávio Dino como ministro do Superior Tribunal Federal (STF). Com a posse, a mais Alta Corte do país volta à sua composição completa, com 11 ministros. No mesmo dia, mais cedo, o governador Carlos Brandão esteve presente na posse do novo presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Ricardo Cappelli.

A cerimônia na Corte foi acompanhada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva; o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin; o presidente da Corte, Luís Roberto Barroso; o governador Carlos Brandão; e diversas autoridades e políticos de diferentes siglas, governadores e ex-colegas da Esplanada dos Ministérios e demais ministros do Supremo.

Aos 55 anos, Flávio Dino assume a vaga deixada pela ministra Rosa Weber, que se aposentou em setembro do ano passado após ser indicado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

“É uma alegria muito grande ter o Flávio Dino como ministro do Supremo Tribunal Federal. Ele passou por todos os poderes e sempre deixou um grande legado. Com certeza, no STF, ele vai dar mais uma grande contribuição pela sua sensibilidade política e grande conhecimento jurídico. E vai ser motivo de grande orgulho para todos nós pelo seu histórico de trabalho e probidade”, assinalou o governador Carlos Brandão.

Para ser empossado, conforme a tradição, Flávio Dino foi conduzido ao plenário pelos ministros mais antigo e mais novo do STF: Gilmar Mendes e Cristiano Zanin, respectivamente.

Em seguida o novo integrante da Corte prestou o compromisso de posse no cargo de ministro do STF. “Prometo, bem e fielmente, exercer o cargo de ministro do Supremo, em conformidade com a Constituição e com as leis da República”, declarou.

Em nome do colegiado, o presidente do Supremo, ministro Luís Roberto Barroso, deu as boas-vindas ao ministro empossado. “A presença maciça, neste Plenário, de pessoas das mais diversas visões políticas, apenas documenta como o agora ministro Flávio Dino é uma pessoa respeitada e querida pela comunidade jurídica, política e pela sociedade brasileira”, disse.

Posse na ABDI

Já a posse de Ricardo Cappelli como presidente da ABDI foi realizada no auditório do Ministério do Planejamento e Orçamento. Ele assume um mandato de quatro anos.

Durante a solenidade, o governador Carlos Brandão disse que o trabalho de Ricardo Cappelli à frente da ABDI será de grande colaboração para o desenvolvimento da indústria nacional, sobretudo no setor tecnológico.

“Cappelli está preparado, pois é um estudioso do assunto e terá consigo uma equipe muito competente para alavancar a indústria brasileira. E com certeza será mais um parceiro do nosso governo para garantir o desenvolvimento econômico e social do nosso estado por meio do fortalecimento da industrialização do Maranhão”, assinalou o governador Carlos Brandão.

Ricardo Cappelli agradeceu à presença do governador Carlos Brandão e em seu discurso de posse defendeu a necessidade de uma política industrial nacional com dados de um relatório mundial do Fundo Monetário Internacional emitido em janeiro deste ano que apontam a criação, em 2023, de 2.500 novas políticas industriais.

“Não tem nada mais importante neste momento do que fazer o país voltar a se desenvolver, gerar empregos de qualidade, porque é isso que vai fazer as pessoas acreditarem que a democracia melhora a vida delas. Quando a democracia se mostra incapaz de melhorar, as pessoas deixam de acreditar. E é isso que a gente tem que entregar neste país”, afirmou Ricardo Cappelli.

Ricardo Cappelli foi secretário de Estado de Comunicação do Maranhão e secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Agora assume uma nova função a convite do vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin.

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) é uma entidade vinculada ao Ministério da Economia do Brasil, que tem como objetivo promover a inovação e o desenvolvimento industrial no país. A ABDI foi criada em 2004, com a missão de formular e implementar políticas públicas voltadas para a competitividade, a inovação e a sustentabilidade do setor industrial brasileiro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here