O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome vai bloquear o pagamento do Bolsa Família para beneficiários que tenham inconsistências nos dados do Cadastro de Pessoa Física (CPF) registrados no Cadastro Único (CadÚnico), a partir de janeiro de 2024.

Essa medida faz parte de um esforço para aprimorar a gestão do programa.

Os usuários que recebem o auxílio podem esclarecer dúvidas sobre a situação do CPF e do Bolsa Família ligando para o Disque Social (121).

Se a situação cadastral do beneficiário for regularizada em até seis meses, o pagamento será retomado; caso contrário, será cancelado.

É importante destacar que não apenas irregularidades no CPF do titular do benefício podem levar à suspensão do pagamento.

Inconsistências na documentação de qualquer membro da família podem resultar na interrupção do benefício.

Cancelamento do CPF junto à Receita Federal ou divergências de titularidade no CadÚnico são situações que podem levar ao bloqueio.

Para resolver essa situação, as famílias cadastradas devem regularizar os dados do CPF na Receita Federal.

O procedimento é acessar o site do órgão, selecionar a opção “Meu CPF” e escolher o tópico “Atualizar CPF”. Depois, seguir as etapas indicadas.

Se o CPF já estiver suspenso, o usuário deve regularizá-lo na seção “Pedido de Regularização de CPF” no portal da Receita.

Se preferir resolver pessoalmente, poderá visitar uma das unidades do órgão, porém é necessário agendar atendimento.

A situação cadastral das famílias será informada no extrato de pagamento do benefício, disponível no aplicativo Caixa Tem.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here