A Prefeitura de Raposa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), está dando total apoio para a realização do Curso “Saúde com Agente”. Nessa segunda-feira (29), ocorreu mais um treinamento da capacitação, que é voltada para os Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e para os Agentes de Combate às Endemias (ACEs). O curso técnico, iniciou em 2022, com o objetivo de ampliar o conhecimento dos profissionais de saúde que atuam no município, visando fortalecer, ainda, a política de Atenção Primária do Sistema Único de Saúde (SUS).

A formação oferecida pelo projeto tem duração de 7 meses, e acontece a partir de  uma parceria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com o Ministério da Saúde e Conasems, que além de qualificar, também reforça a valorização dos ACSs e ACEs, aos quais os agentes do município de Raposa participam. O ensino teórico é realizado através de plataforma digital pela UFRGS, já as atividades presenciais são realizadas por um preceptor, em Raposa. 

A coordenadora da Atenção Primária à Saúde, Gláucia Rocha, que atua como preceptora, ressaltou que a atuação dos ACSs e ACEs é fundamental para a atenção básica em saúde, com a coleta de dados da população no território de atuação e da promoção e prevenção à saúde dos indivíduos e das famílias.

“Hoje nós estamos em uma aula com as quatro turmas do curso aqui em Raposa. Estamos fazendo a disciplina 22, que é sobre os primeiros socorros. Trabalhar com todas as turmas, é essencial para termos essa proximidade. Os ACSs e os ACEs trabalham na comunidade e, muitas vezes, chegam nos domicílios e encontram situações em que eles devem prestar os primeiros socorros e hoje eles saem daqui cientes do que fazer”, enfatizou.  

O condutor socorrista do SAMU de São Luís, Odilaercio Viana, que trabalha no Hospital de Raposa, aproveitou a ocasião e agradeceu o convite feito a ele pela SEMUS para realizar o treinamento. 

“Hoje foi realizado o procedimento do SBV, que é o Suporte Básico de Vida, um conhecimento necessário que precisamos ter, tanto para agirmos dentro de casa, em nossa vizinhança, e também no âmbito do nosso trabalho. A ressuscitação cardiopulmonar (RCP) é um componente vital do suporte básico de vida (SBV), e é realizada quando uma pessoa está em parada cardíaca ou respiratória. A RCP consiste em uma combinação de compressões torácicas e respiração boca a boca ou respiração boca a máscara, dependendo do treinamento e dos recursos disponíveis. Então, eu vim trazer esse conhecimento para que eles possam saber as atitudes corretas a serem tomadas quando se depararem com uma situação dessa”, explicou. 

O ACE, Altenor Araújo disse que é servidor público e que faz um trabalho domiciliar visitando todos os dias as famílias. “Pode ser que nós ao chegarmos em uma casa exatamente no momento em que alguém esteja precisando desse tipo de socorro, e estar munido de um certo conhecimento vai nos ajudar a proceder da forma correta”, finalizou.

First slide

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here